Agenda Completa



 
Sessão Plenária
 

9:00 -

 10:00

 
 

Desenvolvimento da primeira infância: preenchendo lacunas, abrindo futuros

O acesso adequado à educação, nutrição e saúde nos primeiros anos de vida de uma criança é essencial para o desenvolvimento completo de seu potencial cognitivo. Na América Latina, aproximadamente nove milhões de crianças com menos de cinco anos de idade sofrem de desnutrição crônica, o que leva a níveis mais baixos de desempenho acadêmico e, consequentemente, a uma renda inferior quando adultos. Investimentos em intervenções no desenvolvimento da primeira infância (Early Childhood Development , ECD) de altaqualidade podem preencher lacunas de conhecimento ao garantir que essas necessidades básicas sejam cumpridas . Com o apoio de parcerias público-privadas, as intervenções no ECD podem reduzir a perpetuação de pobreza entre as gerações e aumentar o potencial acadêmico e social da mão de obra futura.

Nessa sessão, os principais líderes de diferentes setores irão compartilhar como os participantes podem:

• colaborar com empresas, governos, e sociedade civil para garantir que todas as crianças comecem a escola primária preparadas para aproveitar ao máximo os benefícios da escola
• orientar a elaboração de programas que promovam melhor cuidado e as melhores oportunidades de aprendizado para crianças pequenas
• mobilizar recursos para ampliar programas de ECD de sucesso


Moderador:

Cristina Aragão, Supervisor of Culture Programs, GloboNews

Participantes:

Vicky Colbert, Executive Director, Fundación Escuela Nueva
Sergio Juárez Correa, Teacher, José Urbina López Primary School
Jorge Gerdau Johannpeter, Chairman of the Board of Directors, Gerdau
Marcelo Cortês Neri, Minister of State, Secretariat for Strategic Affairs (SAE);, President, Institute for Applied Economic Research (IPEA)


 
 
Sessões de Trabalho
 

10:30 -

 12:00

 
 

Fechando a lacuna entre a qualificação da força de trabalho e oportunidades de emprego

No Brasil, aproximadamente 70 por cento dos empregadores afirma que a falta de qualificação da força de trabalho limita sua competitividade. Ao mesmo tempo, mais da metade dos jovens estão desempregados, muito qualificados para suas posições ou então não estão matriculados na escola. A falta de graduados com habilidades técnicas juntamente à grande lacuna no preenchimento de vagas de emprego sugere que é necessário o aumento do acesso a programas de treinamento técnico, assim como o desenvolvimento de cofinanciamento privado da educação superior. Nesta sessão, os participantes explorarão como incentivar escolas de ensino médio e universidades a criar programas como o programa de aprendizpode facilitar a transição para uma economia inovadora e baseada no conhecimento na América Latina.

• Como o setor privado pode formar parcerias com instituições de educação superior para formar alunos com um currículo que atende as demandas do mercado de trabalho?
• Como parcerias intersetoriais podem funcionar dentro do modelo universitário para promover investimentos em educação técnica e apoiar o acesso universal à educação?
• Como a América Latina alcançou uma das maiores proporções de mulheres empregadas na área de pesquisa científica e tecnológica no mundo e como a região pode servir como um exemplo global?


Moderador:

Douglas L. Becker, Chairman and CEO, Laureate Education Inc.

Participantes:

Azucena De Benedetti, Chief Executive Officer, Gente Estratégica Centro de Formación para el Trabajo
Eon Nigel Harris, Vice Chancellor, University of the West Indies
Donna Hrinak, President, Boeing Brazil, Vice President Boeing International

Soluções energéticas: avançando no crescimento das energias renováveis

Atualmente, a América Latina gera emissões de carbono per capita inferiores à média mundial graças à implantação de instalações de parques eólicos de grande escala , sistemas de energia solar em meios rurais, e cogeração de biocombustíveis. A energia hidrelétrica representa cerca de 65 por cento da energia da região, e o Brasil é o líder mundial na produção e uso de etanol de açúcar. No entanto, o crescimento da classe média na América Latina levou a um aumento da produção industrial e do consumo de recursos energéticos, e a previsão é que, até 2035, a região produza mais 33 por cento de dióxido de carbono per capita, ultrapassando largamente a média global de 24 por cento. Esta sessão explorará de que forma a liderança comprovada dos governos e empresas da região em iniciativas de energias renováveis poderá promover um crescimento econômico verde por meio de programas de desenvolvimento nacional.

• Como a América Latina poderá alavancar o seu conhecimento e experiência em energias renováveis para desenvolver novos mercados internacionais e parcerias para uma cooperação regional em energia verde?
• Como as empresas latino-americanas poderão criar emprego através de uma agenda de crescimento verde?
• Como as populações marginalizadas, incluindo mulheres e comunidades indígenas, poderão participar e se beneficiar do desenvolvimento de fontes de energia renováveis?


Moderador:

David Sandalow, Inaugural Fellow, Center on Global Energy Policy, Columbia University

Participantes:

Rolando González Bunster, Chairman and CEO, InterEnergy
Lizeth del Carmen Zúniga García, Executive Director, Asociación Renovables de Nicaragua
Vince Henderson, Ambassador and Permanent Representative, Dominica Permanent Representative to the United Nations

Promovendo a inovação financeira por meio de investimento de impacto

Isoladamente, estratégias voltadas para o lucro e abordagens filantrópicas não conseguem superar os obstáculos existentes para atingir um desenvolvimento amplo e sustentável. Soluções híbridas como investimento de impacto – que integra lucros financeiros com objetivos sociais e ambientais – podem gerar tanto retornos financeiros para investidores quanto retornos sociais para comunidades. A América Latina está emergindo como um centro de estruturas inovadoras de financiamento para o desenvolvimento, incluindo uma combinação entre impacto social e novas maneiras de apoiar, incubar e expandir esforços de empreendedorismo social. Esta sessão abordará como parcerias entre empreendedores, investidores e comunidades estão usando financiamentos inovadores para gerar mudanças concretas para a população na base da pirâmide.

• Como investidores identificam e selecionam projetos que verdadeiramente alcançam os grupos que mais precisam de capital, incluindo empresas criadas por mulheres?
• Como organizações sem fins lucrativos e investidores podem trabalhar para criar padrões de medição de impacto social?
• Como financiadores provêm as ferramentas de treinamento financeiro e técnico adequadas para criar uma cultura de crédito e empréstimo responsável?


Moderador:

Nicole Etchart, Co-founder and Co-CEO, NESsT

Participantes:

Marcella Monteiro de Barros Coelho, Coordinator of the Global Entrepreneurship Week, Endeavor
André Spínola, National Manager of Territorial Development, Brazilian Micro and Small Business Support Services (SEBRAE)
Scott Taitel, Chief Operating Officer, Clinton Giustra Enterprise Partnership
Ricardo José Terán, Co-founder, Agora Partnerships


 
 
Almoço de Networking
 

12:00 -

 13:30

 
 

O almoço de networking oferece um fórum para participantes da CGI América Latina interagirem e conhecerem outros participantes com interesses em tópicos semelhantes.



 
 
Sessões de Trabalho
 

13:30 -

 15:00

 
 

Desenvolvendo matérias primas, sustentando comunidades

A indústria de matérias primas – desde a extrativa até a agrícola – tem sido um motor chave do crescimento recorde da América Latina. No entanto, a exploração de matérias primas também conduziu ao rápido desflorestamento por toda a região, ao aumento da poluição do ar, da água e do solo, e a riscos maiores de saúde e de desastres naturais. Apoiar as empresas na adoção de práticas e programas sustentáveis poderá ajudar a mitigar estas consequências adversas e garantir que a indústria de matérias primas possa promover, em vez de dificultar, o desenvolvimento econômico e social no longo prazo da região. Esta sessão explorará como uma gestão responsável dos recursos poderá proteger a saúde pública e ampliar os ganhos econômicos gerados por escassos recursos naturais.

• Como os investidores, produtores de matérias primas e governos poderão trabalhar em conjunto para implementar práticas sustentáveis para proteger os valores econômicos, sociais e ambientais?
• Como os produtores de matérias primas poderão melhorar o seu engajamento com as comunidades locais para alcançar um impacto social mais significativo?
• Como a implementação de abordagens estratégicas poderá melhorar o acesso das mulheres, tanto produtoras como trabalhadoras, aos mercados assim como a sua posição nas cadeias de suprimentos?


Moderador:

Michael Jenkins, President and CEO, Forest Trends

Participantes:

Ryan Black, Founder and CEO, Sambazon
Carlos Gustavo Cano, Co-director, Banco de la República
Eric Olsen, Executive Vice-President of Operations, Lafarge S.A.
Izabella Mônica Vieira Teixeira, Minister of the Environment, Government of Brazil
Virgílio Viana, Chief Executive Officer, Fundação Amazonas Sustentável

Desenvolvimento de mercados inclusivos por meio da tecnologia

A tecnologia é hoje parte integral do dia-a-dia na América Latina, com 98 por cento da população da região recebendo sinal de celular e aproximadamente 50 por cento usando ativamente a internet. Por meio de plataformas inovadoras que levam em consideração as necessidades regionais, a tecnologia está facilitando transações financeiras de grande e pequena escala, possibilitando um maior engajamento entre empreendedores e clientes e criando mercados mais inclusivos nesse processo. Especialmente em áreas rurais e em comunidades urbanas marginalizadas, a tecnologia também pode ajudar o governo na sua busca por servir de forma mais efetiva seus cidadãos e a criar soluções para a população excluída.

Esta sessão abordará como um melhor acesso à tecnologia e como plataformas adaptadas às necessidades latino-americanas podem ajudar comunidades na base da pirâmide a se conectarem com empresas e com o governo e promover sociedades mais conectadas e inclusivas.

• Como pequenos negócios podem usar tecnologia móvel para expandir e atingir novos consumidores e mercados?
• Como empresas podem abrir caminhos para prover infraestrutura de tecnologia e melhor treinamento por meio de financiamento privado?
• Como governos podem trabalhar em conjunto com o setor privado para criar incentivos e estimular o desenvolvimento dessas tecnologias?
• Como a tecnologia pode encurtar as distâncias entre acesso a mercados e serviços para comunidades rurais?


Moderador:

Loretta Chao, Brazil Correspondent, The Wall Street Journal

Participantes:

Sebastián Martin Cabello, Director, GSMA Latin America
Silvina Gvirtz, Executive Director, Conectar Igualdad Program
Marcos Eshkenazi S., Chief Executive Officer, Frogtek
Almir Narayamogo Surui, Tribal Chief, Surui Amazon Tribe

Esporte para o desenvolvimento: trazendo jovens para o jogo

Com a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 no Brasil se aproximando, a região da América Latina tem uma oportunidade única de utilizar o esporte como veículo de melhoria da situação socioeconômica da juventude. Iniciativas que envolvem esportes utilizam o jogo e a atividade física para fortalecer os jovens para a criação de mudanças positivas em suas vidas e comunidades, provendo competências para a vida e lições valiosas sobre saúde, responsabilidades cívicas, e resolução de conflitos.

Programas de esportes com times mistos são de particular importância, uma vez que trabalham a igualdade de gênero por meio de programas de prevenção à violência relacionada ao gênero e fortalecem a autoestima de meninas em um contexto social e acadêmico.
Esta sessão explorará como a paixão da região por esportes pode resultar em benefícios para a sociedade, que vão muito além do jogo.

• Como parcerias intersetoriais utilizam o esporte como uma ferramenta na construção de iniciativas de desenvolvimento social sustentável e transformacional?
• Como o esporte pode ajudar meninas e mulheres a construir competências de liderança e desenvolver sua confiança para que sejam mais competitivas na escola e na força de trabalho?
• Como o esporte pode ser utilizado no desenvolvimento de programas educacionais que atraiam e engajem meninas, ao mesmo tempo em que fornecem espaços seguros que fomentem seu desenvolvimento?


Moderador:

Maria Bobenrieth, Executive Director, Women Win

Participantes:

Caitlin Fisher, Co-founder and Director, Guerreiras Project
Cenaida Uribe Medina, Congresswoman, Congreso de la República del Perú
Ramón Cierco Noguer, Vice President, FC Barcelona Foundation
Gerardo Werthein, President, Argentine Olympic Committee


 
 
Sessão Plenária de Encerramento
 

15:30 -

 17:00

 
 

Mobilizando para o futuro

O sucesso econômico contínuo e o progresso social da América Latina são reforçados pelos seus recursos naturais abundantes, altos índices de jovens juntando-se à força de trabalho e pelas suas sociedades democráticas participativas. Líderes regionais podem utilizar estes recursos para abordar desafios econômicos, sociais e ambientais remanescentes e assim, continuar moldando um futuro melhor para seus cidadãos. Esta conversa final servirá como um catalisador para transformar discussões em ações concretas, identificando áreas de colaboração para o desenvolvimento de compromissos que reflitam as tendências mais promissoras da região.

Nessa sessão, os principais líderes de diferentes setores irão compartilhar como os participantes podem:

• estabelecer parcerias intersetoriais para expandir programas de sucesso que promovam geração de empregos, reduzam a desigualdade e estimulem a revitalização econômica
• desenhar programas inovadores de responsabilidade social corporativa para atrair comércio e investimento
• promover a cooperação entre os setores público e privado para desenvolver programas de treinamento e educação da mão de obra direcionados a jovens, meninas e mulheres.


Moderador:

Luis Alberto Moreno, President, Inter-American Development Bank

Participantes:

André Esteves, Chief Executive Officer, BTG Pactual
Angélica Fuentes, Chief Executive Officer, Grupo Omnilife and Angelíssima
Mark Parker, President and CEO, Nike, Inc.